Anuncio

Breaking News
recent

Anuncio

Gráficos mostram as carreiras universitárias mais (e menos!) lucrativas

Se você ainda vai escolher uma carreira, esses dados podem ajudar a entender como está o mercado internacional. Se você já tem uma profissão e quer ganhar mais, talvez você possa repensá-la


Gráficos mostram as carreiras universitárias mais (e menos!) lucrativas


Um levantamento realizado pelo Centro de Educação e Trabalho da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos, nos mostra que o curso que você escolhe é mais importante do que a faculdade em que você estuda quando o assunto é salário.
Buscando entender quais são as carreiras mais lucrativas – e por consequência revelando as profissões que ganham menos –, o estudo analisou o perfil de alunos graduados e pós-graduados. Logicamente, o panorama é bem específico e mostra a remuneração média de um profissional que trabalha pelo menos 40 horas semanais nos Estados Unidos. A realidade no Brasil é diferente, mas os números são o suficiente para nos dar alguma noção do mercado de trabalho.

A mina de ouro

Média de remuneração dos profissionais graduados (bacharelado).Fonte da imagem: Reprodução/NPR

No topo da lista, os cursos de Engenharia (Nuclear, Naval, Química, Elétrica e outras), Matemática, Ciências da Computação e Farmácia resultam nas carreiras mais bem pagas, chegando a um salário de 10 mil dólares por mês, ou seja, mais de 20 mil reais.
Já entre as carreiras menos remuneradas estão os profissionais de Artes Visuais, Teatro, Teologia, Pedagogia, Serviço Social e outras, com salários que não passam de 3,8 mil dólares, o que equivale a pouco mais de 8 mil reais.

Média de remuneração dos profissionais pós-graduados (mestrado, doutorado e outras especializações).Fonte da imagem: Reprodução/NPR
Porém o mais interessante é comparar os gráficos e ver a diferença que um curso de pós-graduação – seja mestrado, doutorado ou outra especialização – pode fazer nos ganhos do profissional. Na tabela que mostra os alunos que possuem apenas o bacharelado, os profissionais de Medicina e Saúde estão entre os que menos ganham, mas a segunda tabela revela que a pós-graduação triplica o salário anual dos profissionais, passando de 40 mil para 120 mil dólares.
Por outro lado, os engenheiros não dão grandes saltos em suas carreiras se analisarmos os ganhos dos graduados e dos pós-graduados. Os especialistas acreditam que a mudança não é tão significativa porque os profissionais que fazem mestrado e doutorado costumam seguir a carreira acadêmica, que acaba pagando menos do que as empresas privadas.
E aí? Já começou a planejar o seu futuro profissional?
Antonio Augusto Soares Lemos

Antonio Augusto Soares Lemos

Tecnologia do Blogger.