Anuncio

Breaking News
recent

Anuncio

Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller



Amazon Fire TV é o novo set-top box da Amazon. Ele funciona tanto como uma central multimídia quanto como um console de games e oferece alguns diferenciais que devem chamar a atenção do público e abrir os olhos da concorrência.
Além de um hardware mais robusto que o da maioria dos set-top boxes disponíveis no mercado atualmente, o Amazon Fire TV consegue se diferenciar dos demais ao oferecer uma gama de serviços mais completa já desde o seu lançamento.
Mas será que o novo produto da Amazon é mesmo interessante? Isso é o que nós vamos tentar descobrir.

Especificações

Visual discreto e elegante

O Fire TV é incrivelmente discreto. Quem não souber do que se trata possivelmente não vai nem reparar na existência dele devido às suas linhas simples, e isso é muito bom. A Amazon não se preocupou em incluir LEDs (além de um minúsculo que serve para identificar quando o gadget está ligado), adesivos ou detalhes mais agressivos na carcaça do aparelho, o que faz com que ele possa se adaptar praticamente a qualquer ambiente sem chamar atenção.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
O visual do controle remoto segue a mesma linha: ele é pequeno e possui poucos botões, apenas o ideal para garantir o controle das funções vitais dos programas. Um direcional circular permite a navegação na interface do sistema e um botão central tem a tarefa de ativar os aplicativos.
A principal estrela do controle remoto é o botão de busca por reconhecimento de voz. Basta pressionar a tecla, dizer o que você quer e soltá-la para que a função de busca seja ativada. Encontrar o que você quer é incrivelmente rápido com essa ferramenta, que não tem problemas em reconhecer as instruções.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
O único ponto negativo desse sistema é que as buscas são universais, ou seja, você não consegue encontrar algo dentro de algum aplicativo. Ao falar o nome de algum filme, por exemplo, ele vai direto para a biblioteca da Amazon e não oferece uma alternativa no Netflix ou em outros serviços de streaming instalados na máquina.
O joystick do Amazon Fire TV é vendido separadamente, possivelmente para viabilizar o valor de US$ 100 do produto. O controle separado custa US$ 40, o que é um preço justo pela qualidade de construção do dispositivo.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
O joystick possui o formato de um controle de Xbox 360, mas com alguns botões a mais, incluindo um que leva você direto ao menu de jogos. O acabamento é simples, mas de forma alguma compromete a qualidade. Os direcionais respondem bem aos comandos, que não sofrem com problemas de input lag, como encontramos na primeira versão do Ouya, por exemplo. O controle do Fire TV não é nada espetacular, mas certamente dá conta do recado. 
Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller [vídeo] Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller [vídeo] 
Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller [vídeo] Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller [vídeo] Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller [vídeo] Análise: set-top box Amazon Fire TV e Fire TV Controller [vídeo] 

Uma interface simples e bem organizada

O sistema operacional do Fire TV é uma modificação do Fire OS — o mesmo doKindle Fire — que, por sua vez, é uma versão alterada do Android. Apesar disso, com exceção dos botões no controle remoto, pouca coisa lembra o sistema operacional da Google nesse aparelho.
Assim como quase tudo na máquina, a interface do Fire TV é simples e bem organizada, apresentando todos os itens dispostos em categorias específicas em um menu vertical. Assim que os itens são expandidos, podemos ver em detalhes as categorias que trazem os filmes, jogos e aplicativos.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
É claro que o destaque fica para os produtos da Amazon. Em Home, por exemplo, vemos as principais novidades do Prime Instant Video, incluindo filmes e séries e os últimos jogos e aplicativos desenvolvidos para a plataforma. Nessa sessão é possível saber tudo o que é novidade na rede, encontrar conteúdo novo e muito mais.
Logo abaixo ficam as categorias mais específicas. As listas de filmesjogos e apps separam tudo por tipo, incluindo a sua biblioteca de itens, listas mais populares, entre outros.
Encontrar o que se deseja na interface seria relativamente trabalhoso, já que é preciso navegar por quase todos os itens, principalmente se você tem muita coisa instalada na máquina. Felizmente esse trabalho pode ser facilitado pela busca por voz, que encontra tudo com facilidade. É claro, desde que não seja algum conteúdo específico demais, como algum filme dentro do Netflix.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
A interface do Fire TV mostra muita coisa em detalhes, mas essas facilidades só funcionam completamente nos Estados Unidos, pelo menos por enquanto. Na tela você pode até ver quais os filmes e as séries que estão disponíveis no Amazon Prime Instant Video, mas infelizmente não poderá assisti-los aqui no Brasil.
Uma novidade interessante é a compatibilidade com o Kindle Fire. O tablet da Amazon pode funcionar como uma segunda tela, exibindo detalhes dos filmes. É possível ver a ficha completa dos atores, por exemplo, através de informações vindas de bancos de dados online como o IMDB.
Mas essa função não deve ser exclusiva apenas ao tablet da Amazon por muito tempo; a empresa já revelou que a funcionalidade de segunda tela deve chegar antes do fim do ano ao iPad e ao iPhone.

Hardware acima da média

A maioria dos set-top boxes disponíveis no mercado oferece um hardware relativamente modesto, forte o suficiente apenas para garantir a reprodução dos vídeos e, além disso, garantir o preço baixo, já que esse mercado é extremamente competitivo.
Assim como outros modelos, o Fire TV é quase uma exceção: seu hardware é relativamente potente, chegando a assemelhar-se a smartphones top de linha atuais. A CPU é uma Krait quad-core de 1,7 GHz e o chip gráfico é o Adreno 320; ambos fazem parte do SoC Snapdragon encontrado no interior do equipamento.
Junto com 2 GB de memória RAM, temos um hardware relativamente poderoso para as tarefas propostas. Com isso, navegar na interface do sistema é bastante suave, e os jogos rodam muito bem. Alguns games apresentam slowdowns em alguns momentos, mas eles são tão raros que não chega a atrapalhar a diversão.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
O único ponto negativo é o espaço para o armazenamento dos dados. Para manter o preço baixo, a Amazon incluiu apenas 8 GB no dispositivo. Isso significa que será preciso passar um bom tempo gerenciando o espaço interno para não lotar a memória do Fire TV.
A máquina não possui um botão para ligar e desligar, ou seja, ele fica sempre ligado. Depois de cerca de 30 minutos de inatividade, o dispositivo entra em modo de espera, mas mesmo assim ele continua trocando informações com os servidores da Amazon para garantir que tudo fique sempre atualizado. Para desativar definitivamente o sistema, é preciso puxar o plug da tomada.

Entretenimento: filmes, séries e músicas

A biblioteca de filmes da Amazon já é bem grande: segundo a empresa, atualmente existem mais de 200 mil títulos disponíveis na biblioteca da loja, entre filmes, séries e muito mais. Quem for cliente Prime tem à sua disposição uma grande quantidade de títulos logo de cara. Fora isso, os filmes podem ser comprados ou apenas locados por um período.
O Fire TV traz um recurso bastante interessante: trata-se do ASAP Predictive Streaming, um sistema inteligente que “prevê” o que você vai assistir em seguida. Depois, ele faz um pré-carregamento do conteúdo para que você não perca tempo. Isso acontece com séries, por exemplo: assim que você começa a assistir o episódio 1, a máquina prepara o streaming do episódio 2 para facilitar a sua vida.
Mesmo que esse sistema não seja incrivelmente preciso, ele pode aprender com o tempo e passar a conhecer os seus costumes, recomendando novidades baseando-se na sua preferência.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
Caso você não queira adquirir o Prime Instant Videos, pode simplesmente acessar qualquer um dos outros serviços de streaming disponíveis pelo Fire TV. Entre eles podemos encontrar o Netflix, Hulu Plus e muito mais. O HBO GO está ausente no sistema, mas deve chegar em breve.
Infelizmente, para nós, brasileiros, não é possível utilizar o streaming de vídeos da própria Amazon por aqui devido a restrições geográficas. Já o Netflix pode ser instalado, mas apenas se você tiver um endereço de cobrança americano cadastrado na Amazon.
Com isso, é possível ver qualquer filme disponível no Netflix, mas não é possível utilizar a busca por voz para encontrar os títulos e nem ver as novidades na tela principal do Fire TV, já que tudo é restrito aos serviços da Amazon e aos aplicativos e games.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
Quem gosta de música vai encontrar diversos serviços diferentes na biblioteca de apps da Amazon, incluindo Pandora, Vevo, entre outros. Assim como no caso dos vídeos, nem todos funcionam aqui no Brasil, portanto é preciso prestar bem atenção antes de escolher algum.

Uma central multimídia que também roda jogos

Além de filmes e séries, o Fire TV também pode rodar alguns jogos. Como o sistema é baseado no Android, é possível que muitos títulos da plataforma sejam convertidos rapidamente para o aparelho da Amazon. Sim, eles precisam ser convertidos. Não é possível acessar o Google Play para baixar jogos e aplicativos. Novos títulos estão disponíveis somente através da Amazon App Store, que pode ser encontrada na tela principal do aparelho.
O Fire TV já traz alguns games conhecidos da galera como Asphalt 8 eMinecraft. Muitos jogos são gratuitos e a faixa de preço dos demais é a mesma dos jogos para celular, ou seja, você vai encontrar muita coisa na casa dos dois dólares, ou algumas Amazon Coins.
Amazon Coin é a moeda própria da Amazon que pode fornecer diversas vantagens aos compradores, incluindo descontos na casa de 10% na hora da compra de apps e jogos. Em alguns locais do site também é possível ganhar algumas moedas gratuitamente. A taxa de conversão atual é 100 para 1, ou seja, 100 moedas equivalem a US$ 1.
Sev Zero é uma aposta da Amazon para a plataforma. (Fonte da imagem: Tecmundo)
A Amazon também está produzindo games próprios para a plataforma. Isso é feito através do Amazon Game Studios, que chega trazendo Sev Zero, um jogo que mistura dois estilos: Tower Defense e tiro em terceira pessoa. O game é bem divertido e mostra que a companhia não entrou nesse mercado para brincadeiras, portanto, podemos esperar muitos outros títulos de qualidade para a plataforma.
Alguns podem ser jogados com o próprio controle remoto, mas o ideal mesmo é ter um joystick que pode ser o proprietário do sistema — vendido separadamente — ou outros controles Bluetooth disponíveis no mercado.

Vale a pena?

Amazon Fire TV chega para oferecer serviços multimídia e concorrer com equipamentos já conhecidos como Apple TV, Chromecast e até mesmo o Ouya. E ele não faz feio perante a concorrência. O dispositivo oferece desde o dia do lançamento uma grande quantidade de conteúdo e chega forte para brigar com a concorrência.
Mesmo não sendo um competidor direto do Ouya, o Fire TV acerta onde o console (pelo menos a primeira versão) errou: ele oferece controles mais precisos e eficientes para os jogos.
O aparelho é bonito, pequeno e a interface é rápida. Executar qualquer tarefa no Fire TV é muito simples. Detalhes como a busca por comandos de voz funcionam incrivelmente bem, e esse é um dos principais atrativos do Fire TV, já que um grande problema de media centers em geral é a busca e organização do conteúdo.
(Fonte da imagem: Tecmundo)
Um problema, pelo menos para nós, brasileiros, é que os principais recursos do Fire TV não funcionam no Brasil. A busca por voz não pode ser utilizada completamente, já que os filmes do Prime Instant Vídeos não funcionam por aqui. Por enquanto, essa ferramenta só poderá ser utilizada para a localização de apps e games instalados.
Contudo, a Amazon já instaurou a sua base em território nacional e não custa nada acreditar que ela possa passar a oferecer esses serviços por aqui em breve, já que Netflix está crescendo bastante no país — e essa é vantagem: se o serviço de vídeos da Amazon não funciona no Brasil, o Netflix pode substituí-lo muito bem no Fire TV.
Por 100 dólares do aparelho mais 40 do controle, você pode ter uma ótima central multimídia na sua casa e, mesmo que os serviços da Amazon não funcionem totalmente no Brasil, o Fire TV é um ótimo produto por um custo bem razoável.
Antonio Augusto Soares Lemos

Antonio Augusto Soares Lemos

Tecnologia do Blogger.