Anuncio

Breaking News
recent

Anuncio

Análise: smartphone Blu Life Pure



A fabricante norte-americana Blu não está entre as marcas mais conhecidas do mercado. Porém, nos últimos meses, seus produtos começaram a aparecer nas lojas brasileiras e isso tem despertado a atenção dos consumidores: será que os smartphones da Blu são bons?
A equipe do Tecmundo recebeu para testes o smartphone Blu Life Pure, um dos principais modelos da empresa disponíveis atualmente. O aparelho conta com processador quad-core Mediatek6589T de 1,5 GHz, 2 GB de RAM e 32 GB de espaço de armazenamento. A tela, de 5 polegadas, tem resolução Full HD. Nossas impressões sobre ele são o que você confere agora nesta análise.

    Testes de benchmark

    3D Mark

    O teste Ice Storm Unlimited, do 3D Mark, é utilizado para fazer comparações diretas entre processadores e GPUs. Fatores como resolução do display podem afetar o resultado final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    AnTuTu Benchmark 4

    Um dos aplicativos de benchmark mais conceituados em sua categoria, oAnTuTu Benchmark 4 faz testes de interface, CPU, GPU e memória RAM. Os resultados são somados e geram uma pontuação final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    GFX Benchmark

    GFX Bench é voltado para mensurar a qualidade gráfica. Isso inclui itens como estabilidade de desempenho, qualidade de renderização e consumo de energia. Os resultados são revelados em média de frames por segundo (FPS). Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    Vellamo Mobile Benchmark

    Vellamo Mobile Benchmark aplica dois testes ao aparelho: HTML5 e Metal. No primeiro deles é avaliado o desempenho do celular no acesso direto à internet via browser. Já no teste Metal, o número final indica a performance do processador. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    Design

    Uma das características que mais chamam a atenção no Life Pure é o seu design diferenciado. Disponível na cor branca, o modelo tem acabamento de plástico liso na parte traseira e um formato retangular com cantos levemente arredondados. Na parte frontal, as bordas laterais têm cerca de 4 milímetros de espessura e complementam o visual elegante do produto.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    Desempenho

    O processador Mediatek quad-core aliado a 2 GB de RAM faz com que o aparelho suporte praticamente qualquer aplicativo disponível na Play Store. Em nossos testes, mesmo jogos que requerem uma maior capacidade gráfica, como Thor: O Mundo Sombrio e Dead Trigger 2, foram executados sem travamentos.
    A transição entre as telas é suave e há poucos apps além do padrão instalados. O smartphone é ideal para execução de apps convencionais, bem como para acesso a internet e redes sociais.

    Sensores de movimento

    O Blu Life Pure conta com sensores que permitem o controle do aparelho por gestos. Estão presentes as funções que permitem mudar fotos com gestos, avançar e retroceder um vídeo usando o movimento da cabeça ou ainda pausar um vídeo ao tirar os olhos da tela. Os recursos são ativados de forma simples no menu de configurações.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)
    Entretanto, alguns deles podem confundir um pouco o usuário por conta de sua execução. É o caso dos gestos para circular entre imagens. Para que ele seja ativado, é preciso estar com a mão posicionada a uma distância entre 20 e 50 centímetros e, infelizmente, manter o controle sobre o posicionamento não é algo tão intuitivo.

    Tela

    Com tela Full HD, o display LCD de 5 polegadas do aparelho apresenta um ótimo nível de contraste entre as cores e a intensidade de brilho é bastante alta. Isso faz com que o conteúdo exibido seja bastante ressaltado. O nível de pixelização é baixo e a densidade de pixels do aparelho chega a 441 ppi.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)
    A resposta aos comandos na tela é precisa e há perfeita sincronia entre software e hardware nesse ponto. Em gestos suaves, é possível perceber um atraso mínimo entre o toque e a execução, mas de forma alguma essa característica vai causar algum tipo de problema.

    Bateria

    Não podemos considerar a duração de bateria do Life Pure como um ponto fraco, mas esse é um quesito em que ele fica um pouco atrás dos seus concorrentes. Com uma bateria de 2.020 mAh, o aparelho chega ao final de um dia de uso com a carga muito próxima do fim. Em uso intenso, é bem possível que você precise usar o carregador antes do fim do dia.
    Em nossos testes, foram necessárias pouco mais de 12 horas em uso moderado para que a carga de bateria chegasse ao final, um desempenho muito similar ao do Nexus 5, por exemplo.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    Câmera

    A câmera traseira do Life Pure tem 13 megapixels de resolução. O resultado disso é que, mesmo quando comparada com a de outros smartphones top de linha, como o LG G2 ou o Nexus 5, não há tanta variação na qualidade final. Em ambientes com boa luminosidade, o nível de ruído nas imagens é baixo.

    Foto tirada com a câmera traseira do Blu Life Pure. (Fonte da imagem: Tecmundo)
    Em alguns momentos, o software de câmera demora um pouco para ser ativado. Entretanto, quando está em funcionamento, abre para o consumidor uma grande variedade de opções de configuração, como filtros e efeitos. Já a câmera frontal, de 2 megapixels, cumpre o seu papel, proporcionando imagens de boa qualidade para videoconferências.

    Áudio e Rádio FM

    O Life Pure conta com a função Rádio FM, algo raro em smartphones top de linha. Para ativá-la, basta utilizar os fones de ouvido que acompanham o produto. A qualidade de áudio é razoável, sendo suficiente para que você possa ouvir as suas músicas com tranquilidade e sem muitas distorções.
    (Fonte da imagem: Tecmundo)

    Vale a pena?

    O preço oficial do Blu Life Pure é de R$ 1.699, mas é possível encontrá-lo no mercado por valores um pouco mais acessíveis. Levando-se as suas características de hardware em consideração, o Life Pure pode ser considerado uma grata surpresa para o consumidor, oferecendo configurações robustas por um preço competitivo.
    O processador quad-core da Mediatek aliado aos 2 GB de RAM faz com que o desempenho do aparelho seja bastante eficiente. Em nossos testes, todos os aplicativos executados rodaram sem travamentos e a transição entre telas do sistema operacional aconteceu de forma suave. Sensores que permitem controlar funções do aparelho por gestos também estão disponíveis, embora eles não sejam muito precisos.
    A duração de bateria, de 2.020 mAh, poderia ser um pouco melhor, mas ainda assim está dentro dos parâmetros mínimos requeridos para um celular desta categoria. A câmera de 13 megapixels resulta em fotos de ótima qualidade, mas nesse ponto o software deixa um pouco a desejar e há um certo atraso na ativação do app. Porém, trata-se de algo sutil e que de forma alguma prejudica o desempenho final.
    O aparelho vem acompanhado ainda de uma película protetora de tela. Se você ainda tinha alguma dúvida de que o Blu Life Pure poderia ser um aparelho interessante, já pode ficar tranquilo: sem sombra de dúvidas, o aparelho merece ser considerado em suas pesquisas na hora de adquirir um novo smartphone.
    O smartphone Blu Life Pure foi cedido por empréstimo pela Blu Products para a realização desta análise.
    Antonio Augusto Soares Lemos

    Antonio Augusto Soares Lemos

    Tecnologia do Blogger.